Projetos

PROCESSAMENTO E GESTÃO DE MULTAS DE TRÂNSITO DO DNIT

A experiência exitosa do Brasil com o Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade – PNCV e Programa Nacional de Pesagem – PNP, conduzidos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – DNIT, que reduziu mais de 20% dos acidentes no país, exigiu a estruturação de um moderno, ágil e completo processamento de infrações de trânsito, passando pela conferência de imagens, impressão das infrações, instrução de processos, digitalização de documentos, estudos de engenharia de tráfego, tecnologia de informação, atendimento aos cidadão, entre outros.

A EGL Engenharia, em consórcio com mais duas empresas, detém o maior contrato da América Latina de processamento de infrações de trânsito.

Ações e Resultados
  • Instituição de uma Coordenação Geral responsável pelo planejamento, organização, gerenciamento, supervisão e assessoramento das equipes e atividades que compõe todo o ciclo de processamento de infrações. É composta por um time multidisciplinar incluindo especialistas jurídicos na área de fiscalização de trânsito, analista de sistemas, administradores, arquivistas, jornalistas, entre outros.
  • Desenvolvimento de estudos de Engenharia de Tráfego por meio de uma equipe composta por técnicos e engenheiro civis que realizam: processamento e analise de informações de contagens volumétricas classificatórias, registros de velocidade de veículo, registros de pesagem de veículos e acidentes de trânsito; apoio ao gerenciamento e ao controle de equipamento de fiscalização de trânsito; estudos técnicos de instalação/monitoramento, aferição, paralisação e cancelamento de equipamento de fiscalização de trânsito; processamento do cálculo de volumes médios diários – VMD e de índices de severidade de acidente de trânsito; desenvolvimento de relatórios estatísticos e especializados acerca de engenharia de tráfego.
  • Monitoramento dos sistemas utilizados em todo o ciclo de processamento de infrações realizado por uma equipe de desenvolvedores, analistas de sistema e de banco de dados, que são responsáveis por: requisitos, processos e casos de uso; monitoramento e analise da implantação, integração, atualização e desempenho de sistemas; relatórios especializados e estatísticos; criação de portais/aplicações; comunicação com os sistemas integrados ao processamento de infrações, tais como: RENAINF, RENAVAM, Correios, Data Warehouse e Business Intelligence e interfaces com operadores de equipamentos de fiscalização de trânsito; organização da expedição de documentos para impressão; promover auditoria de sistemas ou ambiente tecnológico das empresas contratadas para fiscalização eletrônica.
  • Análise e Instrução de Processos realizada por equipes de técnicos e bacharéis em direito que analisam e instruem processos de indicação de real infrator; de defesas da autuação, recursos em segunda instância e solicitação de aplicação de penalidade de advertência por escrito; de prescrição e cancelamento de autos de infração; de desvinculação de autos de infração e restituição de valores de multas; de Lei de Acesso à Informação – Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, e suas alterações; oriundos da Justiça, Ministério Público e Órgãos de Controle; de inscrição de créditos/devedores em sistemas de proteção ao crédito, Dívida Ativa da União, CADIN, SIAFI, dentre outros estabelecidos pelo DNIT. Já analisou e instruiu mais de 1.100.000 processos.
  • Suporte às Juntas Administrativas de Recursos de Infração de Trânsito – JARI, prestado por equipes de técnicos e bacharéis em direito, destinado ao desempenho de atividades de apoio administrativo, apoio a análise e instrução de processos de Recursos em Primeira e Segunda Instâncias e elaboração de documentos oficiais decorrentes das atividades de julgamento de Recursos.
  • Realização de Leitura e a Conferência de imagens registradas pelos equipamentos eletrônicos de fiscalização de trânsito, digitação de placa de veículo e conferência dos dados do veículo infrator, reanálise de imagem conferida e registrada como inválida, bem como na obliteração do condutor e passageiros do veículo infrator. Já conferiu mais de 6.000.000 imagens.
  • Realização do Tratamento e Digitalização de Documentos por meio do recebimento, classificação, digitalização, indexação e acondicionamento de documentos produzidos pela atividade de fiscalização de trânsito. Já tratou e digitalizou mais de 890.000 documentos.
  • Impressão de notificações de trânsito como autuação, penalidade e de decisão de julgamento de recurso, bem como outros documentos correlatos à atividade de fiscalização de trânsito realizada. Já imprimiu mais de 11.000.000 documentos.
  • Atendimento e Protocolo que realiza o atendimento presencial aos cidadãos nas Sedes das superintendências do DNIT acerca do processo de autuação de infração de trânsito, bem como recepção, protocolização e tramitação de documentos. Alocou 27 equipes nos 26 estados e DF.

ESTRUTURAÇÃO OPERACIONAL DO BRT BELÉM – PA

Estudos Estruturação Operacional do BRT Belém, contemplando projeto funcional, modelo de gestão, remuneração e desenho da outorga (concessão) de todo o sistema integrado de transporte de passageiros de Belém – PA.

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Aperfeiçoamento e racionalização do plano operacional de serviços.
  • Especificação da integração tarifária e operacional entre os diferentes serviços, estudo de cálculo tarifário para cada serviço a ser delegado, e estudos de viabilidade econômica.
  • Especificação de Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS), incluindo bilhetagem eletrônica e Centro de Controle Operacional (CCO) para o sistema tronco-alimentador rodoviário, incluindo previsão de integração com o transporte fluvial – BRT Belém. Avaliação da capacidade do corredor projetado, através da realização de cenários de microssimulação da operação do corredor, incluindo análise de impacto da operação combinada com o BRT metropolitano.
  • Elaboração de minutas para revisão da estrutura institucional municipal, bem como diretrizes de integração futura ao corredor de BRT Metropolitano.
  • Elaboração de especificações para veículo fluvial urbano padrão.
  • Consolidação dos estudos, e elaboração dos Cadernos de Licitação (edital de concessão, projetos básicos e demais anexos).

ESTUDOS TÉCNICOS PARA A PPP DO METRÔ SALVADOR – BA

Estudos de suporte ao projeto básico de referência para delegação por parceria público-privada (PPP) para construção e operação de sistema de transporte metroferroviário de alta capacidade no corredor Salvador/Lauro de Freitas (Metrô Salvador).

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Elaboração de cenários de demanda.
  • Proposições de modelo institucional e de gestão.
  • Elaboração de diretrizes de política tarifária e gerenciamento financeiro.
  • Elaboração de partido arquitetônico para as estações.
  • Implementação das proposições no projeto funcional.
  • Apoio ao poder concedente na avaliação de projetos submetidos ao Processo de Manifestação de Interesse, para seleção da proposta a ser implantada.
  • Participação na consolidação do Edital e apoio nos esclarecimentos decorrentes das audiências públicas realizadas.

AUDITORIA PARA A CONCESSÃO DO VLT DO EIXO ANHANGUERA, GOIÂNIA – GO

Execução de serviços especializados de assessoramento para a verificação de aderência do projeto básico, já aprovado pelo Estado, ao projeto executivo apresentado pelas empresas participantes do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para implantar, manter e operar, sob forma de parceria público-privada (PPP), um modo metro-ferroviário de transporte público de passageiros no Eixo Anhanguera (VLT Goiânia).

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Auditoria técnica de todos os volumes apresentados nos estudos.
  • Projeções e estimativas de demanda.
  • Estudos e estimativas de oferta.
  • Avaliação do traçado definido para o VLT Anhanguera.
  • Avaliação das estações, pontos de parada e da reurbanização proposta para o Eixo Anhanguera.
  • Análise da infraestrutura, material rodante e métodos construtivos propostos para a implantação do VLT.
  • Avaliação da circulação viária a partir da implantação do VLT.
  • Avaliação das diretrizes operacionais do VLT.
  • Análise do modelo de Avaliação de Desempenho proposto.
  • Análise dos custos operacionais, expectativas de receita e plano de negócios.
  • Value for Money.
  • Análise das fontes de financiamento e garantias aos investimentos públicos e privados.
  • Avaliação da matriz de risco proposta.
  • Avaliação do modelo de concessão dos serviços.
  • Elaboração de relatório de avaliação de conformidade.
  • Proposição de ajustes.

MODELAGEM DA CONCESSÃO DO TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE RORAIMA – RR

Estudos para definição da concessão das linhas do sistema de transporte coletivo intermunicipal de passageiros do estado de Roraima, contemplando a elaboração da minuta do edital, projeto básico, orçamento dos serviços, estudos de viabilidade, normas específicas, revisão na legislação correlata, sistema de avaliação, especificação de bilhetagem eletrônica, especificação de sistema de monitoramento e controle eletrônico, contrato e assessoramento de todo processo licitatório.

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Levantamento e avaliação de dados existentes.
  • Levantamentos de campo: pesquisas de opinião e satisfação com usuários e não usuários para avaliações qualitativas de terminais e pontos de parada; pesquisas origem e destino; contagem de passageiros nas vias; pesquisa origem e destino do transporte informal; pesquisa sobe e desce; contagem de tráfego volumétrica do transporte informal nos principais acessos ao município de Boa Vista.
  • Diagnóstico do sistema atual.
  • Elaboração de proposta de reestruturação do sistema: realização da modelagem, estudos econômicos e da viabilidade do sistema; simulação e análise de cenários para respectivas projeções de demandas e ofertas, considerando também a modelagem e simulação do sistema atual.
  • Elaboração de minuta do contrato de Concessão.
  • Especificação do pacote tecnológico para sistema de monitoramento incluindo um Centro de Controle e Monitoramento Operacional e Bilhetagem Eletrônica.
  • Estruturação básica de órgão regulador para o transporte intermunicipal de passageiros.
  • Estruturação do processo de delegação do transporte intermunicipal de passageiros por táxi lotação.
  • Análise e proposição de infraestrutura padrão para os principais pontos de parada do sistema de transporte intermunicipal de passageiros.

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE PONTA PORÃ – MS

Execução de serviços especializados para elaboração Plano de Mobilidade Urbana de Ponta Porã com o objetivo de definir as diretrizes para melhoria da mobilidade da população e da logística de circulação de bens e serviços, proporcionando acesso aos cidadãos às oportunidades que a cidade oferece, em condições adequadas de fluidez, segurança e conforto. O trabalho foi realizado de forma articulada com o Plano Diretor Municipal e com o Cadastro Técnico Multifinalitário – CTM, compatibilizando os projetos de expansão da cidade com a mobilidade da população.

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Análise preliminar da mobilidade, por meio de discussões e exame dos dados existentes.
  • Realização de pesquisas de campo:
  • Origem e Destino Domiciliar;
  • Contagens Classificadas de Veículos;
  • Linhas de Contorno (Screen e Cordon Line);
  • Frequência e Ocupação Visual do transporte coletivo;
  • Velocidade e Retardamento do tráfego nos principais corredores;
  • Contagens de Pedestres e Ciclistas nas principais intercessões;
  • Opinião sobre o Transporte Coletivo.
  • Cadastro e caracterização do sistema viário, calçadas, sinalização viária (horizontal, vertical e semafórica), dos pontos de ônibus e equipamentos de fiscalização eletrônica. Grande parte das informações foram retiradas dos CTM por meio dos Sistema de Informações Territoriais – SIT, ambos implementados pela EGL Engenharia.
  • Elaboração da Base de Informações da Mobilidade (BIMob), com base nas informações complementadas por meio de pesquisas e inventários e na opinião da sociedade (audiências públicas).
  • Elaboração do Diagnóstico do Sistema de Mobilidade Urbana de Ponta Porã, com o apoio de ferramenta computacional de macrossimulação da rede de transportes e dos indicadores do Índice de Mobilidade Urbana Sustentável (IMUS).
  • Elaboração do Prognóstico do Sistema de Mobilidade Urbana considerando cenários futuros compostos por projeções para horizontes de curto (5 anos), médio (10 anos) e longo (15 anos) prazo, com auxílio de ferramenta computacional de macrossimulação da rede de transportes e dos indicadores do (IMUS).
  • Proposição de diretrizes, planos, projetos básicos, intervenções e ações em cada tema específico, bem como os investimentos prioritários na mobilidade, auxiliando a Prefeitura na escolha das propostas e investimentos do PlanMob;
  • Consolidação em documento único o PlanMob de Ponta Porã.
  • Promoção da a internalização do conhecimento na prefeitura por meio da capacitação dos técnicos municipais, a fim de difundir a metodologia aplicada e de compartilhar conteúdos técnicos.

PROJETOS DE ENGENHARIA VIÁRIA PARA O SISTEMA DE TRANSPORTE DE MACAPÁ – AP

Realização de estudos técnicos e projetos, básicos e executivos, para a implantação de mais de 38 km de corredores de transporte coletivo do tipo Bus Rapid System – BRS no Município de Macapá. Contemplou projetos de reestruturação da rede de linhas, urbanismo, acessibilidade em pontos de parada, ciclovias/ciclofaixas (19,5 km), calçadas (26,2 km), parques lineares, como também projetos complementares de pontes e estações de integração.
Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Caracterização do município através do levantamento (em base primária e secundária) de informações e dados populacionais, socioeconômicos, educacionais, climáticos, legislação pertinente e projetos existentes.
  • Levantamento cadastral das principais formas de ocupação e uso da cidade na área de estudo, nos corredores propostos e nas vias indicadas para a implantação de ciclovias.
  • Identificação da pavimentação, situação das calçadas, das condições de acessibilidade, da iluminação pública, da drenagem e dos equipamentos urbanos nas imediações dos corredores e principais pontos de embarque e desembarque de passageiros na área de estudo.
  • Levantamento das informações do sistema de transporte coletivo incluindo cadastro de linhas, itinerários, estudos e projetos existentes, cadastro de frota e de segurança.
  • Realização de pesquisas de campo: sobe e desce nas principais linhas de ônibus; contagens classificadas de veículos; frequência e ocupação visual do transporte coletivo; velocidade e retardamento do tráfego; contagens de ciclistas nas principais intercessões; e opinião sobre o transporte coletivo.
  • Cadastro e Caracterização do sistema viário, calçadas, sinalização viária (horizontal, vertical e semafórica), dos pontos de ônibus e equipamentos de fiscalização eletrônica.
  • Coleta de informações e dados estatísticos de incidência de ocorrências de acidentes envolvendo pedestres e ciclistas na área de estudo, bem como no interior dos veículos do transporte coletivo (furtos, roubos etc.).
  • Realização de simulação funcional da concepção do sistema de transporte coletivo (atual e proposta).
  • Levantamentos topográficos – planialtimetria e altimetria, estudos geotécnicos e hidrológicos.
  • Elaboração de anteprojeto e projetos executivos de arquitetura: passarelas; calçadas; centro de fiscalização de operação; equipamentos e mobiliário urbano; paisagismo.
  • Elaboração de anteprojetos e projetos executivos de obras viárias, civis e obra de arte especial: geométrico; drenagem; terraplanagem; pavimentação; sinalização; ciclovia; iluminação pública; estrutural e de instalações.
  • Elaboração de Planos Complementares contendo operação e manutenção, controle ambiental e compatibilização.
  • Preparação dos orçamentos e memorial justificativo e de cálculo.
  • Proposta de Minuta de Edital e Termo de Referência para contratação das obras projetadas de infraestrutura e demais obras civis e de arquitetura.

SISTEMA DE LICENÇAS E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS E POSTURAS, RIO DE JANEIRO – RJ

O GeoSISLIC é um sistema web composto por um conjunto de módulos negociais, direcionados a diferentes perfis de usuários, dotados de um ferramental que irá proporcionar a execução de atividades relacionadas com o georreferenciamento de novos processos, produtos e atos de fiscalização; a realização de consultas e análises de informações literais e geográficas; e também um conjunto de ferramentas para o tratamento da base do legado (georreferenciamento de dados anteriores, já existentes na base do Sislic). Este sistema atende a Secretaria Municipal de Urbanismo da cidade do Rio de Janeiro.
Ações e Resultados

O produto das análises irá proporcionar aos diferentes usuários a visualização de dados e informações não mais de forma isolada como acontece atualmente, mas também de forma integrada e relacionada a algum elemento geográfico como um logradouro, um bairro, uma RA, uma favela. O GeoSISLIC possui vários módulos negociais. Cada um destes módulos é constituído por um conjunto de funcionalidades próprias e aderentes a um determinado perfil de usuário. São eles: Módulo Operacional, Módulo de Análise, Módulo Administração, Tratamento do Legado e Informações Gerenciais.

Ações e resultados
• Levantamento de requisitos funcionais e não – funcionais.
• Definição das regras de negócio do Módulo Operacional.
• Definição das regras de negócio do Tratamento do Legado.
• Definição de Arquitetura do sistema.
• Modelagem do banco de dados.
• Especificação e implementação das rotinas de ETL (Extract, Transform e Load).
• Especificação e implementação de Cubos OLAP.
• Prototipação das telas e funcionalidades do sistema.
• Desenvolvimento e Implementação dos módulos.
• Execução dos treinamentos e transferência tecnológica.

IMPACTO DE TRÁFEGO PARA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Estudos de tráfego, caracterização urbanística e do sistema viário abrangendo uma área de aproximadamente 1,4 km² com objetivo de mensurar o impacto da implantação de empreendimento imobiliário com 1.200 apartamentos e propor medidas mitigadoras com atendimento de solicitações suplementares do DER.
Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Caracterização do sistema viário
  • Avaliação dos aspectos urbanísticos da área e das condições de acessibilidade e mobilidade urbana.
  • Levantamento individual e cadastramento de ocupação dos lotes e prédios da região de análise.
  • Montagem do ambiente de simulação de redes de transportes.
  • Realização de pesquisa de contagens volumétricas em 10 estações e pesquisas de linha de contorno (screen e cordon line).
  • Elaboração da Matriz Origem e Destino da região em análise (75 zonas).
  • Montagem do banco de dados geográficos em Sistema de Informações Geográficas para transporte urbano (TransCad).
  • Elaboração e calibração de modelo de distribuição de viagens.
  • Previsão de demanda futura do transporte.
  • Simulação de 3 cenários, situação sem e com o empreendimento, variando a ocupação deste e considerando medidas mitigadoras dos impactos identificados.
  • Análises dos resultados obtidos em termos de capacidade, níveis de serviço, condições físico-operacionais e urbanísticas, condições das ofertas de serviços de transporte coletivo.
  • Elaboração de propostas para medidas mitigadoras dos impactos identificados incluindo projetos geométricos de interseções semaforizadas, projetos semafóricos, adequação de rotatórias, aumento de capacidade viária e diretrizes urbanísticas.
  • Avaliação das solicitações suplementares do DER após apresentação do estudo.
  • Análise da saturação do sistema viário afetado com microssimulação das interseções avaliadas utilizando software VISSIM.
  • Quantificação dos impactos gerados e proposição de novas medidas mitigadoras ou compensatórias.

IMPACTO SOBRE O TRÁFEGO PARA PÓLOS INDUSTRIAIS

Realização de estudos e elaboração do Relatório de Impacto no Trânsito decorrentes das instalações de seis Fábricas de Cimentos do Grupo Votorantim. Foram realizados estudos para os pólos de Cuiabá – MT, Edealina – GO, Primavera – PA, Saivá (Rio Branco do Sul – PR), São Luís – MA e Ituaçu – BA.

Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Modelagem da geração de tráfego devido à implantação da Indústria de Cimentos e seu impacto sobre a região de influência direta.
  • Quantificação da quantidade de resíduos sólidos emitidos pelo aumento da frota de veículos pesados.
  • Proposição das rotas para o escoamento da produção das Fábricas de Cimento.
  • Cálculo das capacidades gerais do sistema viário na área de influência direta do empreendimento.
  • Análise dos níveis de saturação sobre as intersecções afetadas ou ainda nas interseções afetadas pelo escoamento da produção.
  • Análise das correntes de tráfego, da sinalização e do movimento de pedestres e pessoas com mobilidade funcional reduzida (PMFR’s) e usuários de sistemas de transportes coletivos.
  • Análise os acessos e estacionamentos existentes no projeto para implementação da fábrica.
  • Proposição de medidas mitigadoras de impacto, soluções geométricas e de sinalização necessárias para a mitigação dos efeitos da geração de viagens para a área de influência.

CADASTRO MULTIFINALITÁRIO, SIT E PGV EM MOSSORÓ – RN

Elaboração e implantação de Cadastro Técnico Mulfinalitário (CTM) com fornecimento de sistema Georreferenciado de Informação Territorial para integração e gestão dos dados e informações do cadastro imobiliário, mobiliário e de infraestrutura e da base cartográfica municipal. Teve como diferencial a realização da Planta Genérica de Valores (PGV)
Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Elaboração de Planta de Referência Cadastral – PRC na escala de 1:5000.
  • Realização de auditoria técnica especializada do mapa digital e ortofotos fornecidos pela prefeitura.
  • Elaboração de Plantas Quadras individuais na escala de 1:1000.
  • Realização de cadastro e recadastramento de dados imobiliários e mobiliários, com levantamento fotográfico das fachadas dos imóveis.
  • Realização de recadastramento de proprietários.
  • Realização de cadastro e recadastramento de dados de infraestrutura, tais como: levantamento de informações sobre as redes de esgoto, pluvial e telefônica, pavimentação, sinalização, calçadas e mobiliário urbano.
  • Atualização e cálculo da área construída dos imóveis para cobrança de IPTU.
  • Identificação e cadastramento de áreas invadidas e irregulares.
  • Modelagem do banco de dados corporativo para implementação do Cadastro Técnico Multifinalitário.
  • Implantação do Sistema Georrefetenciado de Informações Territoriais.
  • Levantamento de requisitos complementar para customização do Sistema Georreferenciado de Informação Territorial do Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM).
  • Realização de capacitação e transferência de conhecimento para equipe municipal.

CADASTRO MULTIFINALITÁRIO, SIT E REENDEREÇAMENTO EM MANAUS – AM

Realização de recadastramento imobiliário e mobiliário para a cidade de Manaus e sua gestão, a partir da realização de serviços de cadastro e recadastramento dos imóveis urbanos, incluindo o cadastro mobiliário, elaboração e modelagem de banco de dados corporativo e desenvolvimento e implantação de um Sistema de Informações Geográficas em plataforma web. Também foram realizadas atividades de Reendereçamento (Projeto Endereço Legal), para correção de inconsistências nos logradouros e numeração municipal.
Ações e Resultados

Ações e resultados

  • Realização de levantamento aerofotogramétrico para geração de ortofoto.
  • Elaboração e geocodificação do Mapa Digital Urbano, por restituição estereoscópica.
  • Realização de cadastro e recadastramento urbano: cadastro imobiliário e mobiliário.
  • Realização de cálculo de área dos imóveis.
  • Desenvolvimento e implantação de Sistema de Informações Geográficas (SIG) com abrangência dos módulos de Finanças (cadastros imobiliário e mobiliário), PEL (Projeto de Endereço Legal),e Programas e Certidões.
  • Capacitação e treinamento dos técnicos municipais.

CADASTRO MULTIFINALITÁRIO, SIT E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA, RIO VERDE – GO

Promoção da modernização da gestão urbana municipal por meio da implantação Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM) e do de Sistema de Informações Territoriais (SIT). O projeto tem como objetivo proporcionar que os cadastros municipais sejam atualizados e consolidados em um banco de dados corporativo de forma que dados e informações sejam integrados e compartilhados pelas diversas secretarias municipais. Teve como diferencial a promoção da Regularização Fundiária com base na Lei Federal 13.465 de 2017.
Ações e Resultados

Ações e resultados 

  • Aquisição de imagem de satélite (ortofoto).
  • Realização de voos por drone para mapeamento de áreas especificas.
  • Elaboração do mapa digital através da vetorização das principais camadas geográficas.
  • Incorporação de bases de dados geográficas ao novo mapa digital.
  • Geocodificação do mapa georreferenciado aos diversos cadastros setoriais.
  • Desenvolvimento de Planta Quadras individuais georreferenciada e automatizadas.
  • Elaboração de Planta de Referencia Cadastral (PRC) na escala de 1:5000.
  • Realização de recadastramento imobiliário, mobiliário e de infraestrutura urbana.
  • Atualização da área edificada para atualização do IPTU.
  • Elaboração do novo Projeto de Endereçamento.
  • Promoção da Regularização Fundiária com base na Lei Federal 13.465 de 2017.
    • Distinção de Projetos de Regularização de REURB-S e REURB-E
    • Elaboração de Memoriais Urbanísticos por Bairro
    • Elaboração de Memoriais individuais por imóvel
  • Implantação de Sistema de Informações Territoriais composto por 5 módulos básicos e 5 módulos adicionais, sendo os módulos adicionais comporto por: Planta Genérica de Valores, Desenvolvimento Econômico, Gestão Fundiária e Patrimônio Público, Consultas Gerenciais e Análise Espacial e BI (OLAP e Data Warehouse).
  • Levantamento de requisitos, elaboração de documentação técnica de Termo de Referência de 15 módulos futuros definidos pelo município.
  • Elaboração de mecanismos de integração entre o SIT e sistemas municipais em uso.
  • Capacitação de Usuários do SIT.
  • Assessoramento e operação assistida a equipe municipal após o termino do projeto.

CADASTRO MULTIFINALITÁRIO, SIT E PLANO DIRETOR EM PONTA PORÃ – MS

O CTM, apoiado pelo SIT, é capaz de promover a gestão eficiente do espaço urbano por meio do conhecimento do território, proporcionando que técnicos e gestores se apropriem de informações atualizadas, consistentes e integradas dos diversos cadastros setoriais de forma a proporcionar planejamento, ações e políticas públicas objetivas. Os principais cadastros setoriais abrangidos pelo projeto foram: navegação básica, pessoas, imobiliário, atividades comerciais, infraestrutura, educação, saúde e ordenamento territorial. O grande diferencial desse projeto foi o uso do CTM para atualização do Plano Diretor Municipal e para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.

Ações e Resultados

Ações e resultados 

  • Aquisição de ortofoto atualizada.
  • Mapeamento georreferenciado da ocupação urbana (mapa da situação real).
  • Compatibilização do mapa da ocupação urbana com o mapa fiscal.
  • Geocodificação do mapa georreferenciado aos diversos cadastros setoriais.
  • Realização de recadastramento imobiliário, de atividades econômicas, e de infraestrutura e serviços urbanos, com levantamento fotográfico de fachadas e trechos de vias.
  • Desenvolvimento de Planta Quadras individuais georreferenciada e automatizadas.
  • Elaboração de Planta de Referencia Cadastral (PRC) na escala de 1:5000.
  • Atualização da área edificada dos imóveis para a cobrança de IPTU.
  • Implantação de SIT abrangendo módulos de cadastro imobiliário e atividades econômicas, de infraestrutura urbana, navegação básica, administração do sistema, pessoas, educação, saúde e ordenamento territorial.
  • Capacitação dos usuários chaves do novo sistema.
  • Utilização do CTM para atualização do Plano Diretor Municipal e elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.
  • Atualização da Planta Genérica de Valores.
  • Atualização do Código Tributário.
  • Atendimento ao cidadão.

Fale Conosco

Entre em contato para a realização gratuita de um diagnóstico com proposição de ações preliminares.

Endereço

Complexo The Union
SMAS Trecho 3 Conj. 3 Bloco A Sala 215 Brasília-DF
CEP: 70.610-635

Em frente ao Parkshopping e ao lado da Leroy Merlin

Está localizada em um complexo empresarial que possibilita a realização de eventos de pequeno, médio e grande porte.

Telefone

(61) 3032-6303 ou (61) 3248-1811